Panasonic prevê prejuízo de US$5,5 bi, o maior em uma década

segunda-feira, 31 de outubro de 2011 08:07 BRST
 

TÓQUIO (Reuters) - A fabricante japonesa de produtos eletrônicos Panasonic prevê um prejuízo líquido anual de 420 bilhões de ienes (5,5 bilhões de dólares), a maior perda em uma década, tendo em vista que os custos de reestruturação e a fraca demanda nos Estados Unidos e na Europa corroeram a receita da empresa.

A Panasonic, em meio aos esforços de cortar custos e se livrar dos negócios que se sobrepõem depois de comprar a subsidiária Sanyo, também foi prejudicada pelo iene forte.

O prejuízo, o segundo maior já registrado pela companhia, segue a previsão anterior de lucro líquido de 30 bilhões de ienes no ano até março de 2012 e o lucro líquido de 74 bilhões de ienes no ano passado.

"O que precisamos resolver são os negócios de televisão e semi-condutores", disse o vice-presidente financeiro, Makoto Uenoyama. "Se diminuirmos isso, nossos resultados serão completamente diferentes."

A empresa cortou a previsão de lucro operacional para o ano fechado para 130 bilhões de ienes, contra 270 bilhões de ienes antes.

O número está muito abaixo da estimativa do mercado de lucro de 225 bilhões de ienes, segundo a média de 21 analistas que a Thomson Reuters I/B/E/S ouviu.

A companhia também cortou a estimativa de vendas anuais de televisão para 19 milhões de unidades, ante 25 milhões.

De julho a setembro, a Panasonic teve lucro operacional de 42 bilhões de ienes, superando sua própria previsão de 4,4 bilhões de ienes, mas um pouco abaixo da estimativa média de analistas de 50 bilhões de ienes. O lucro operacional um ano antes tinha sido de 85,2 bilhões de ienes.

(Por James Topham)