Nikon reduz previsão de lucro após enchentes na Tailândia

sexta-feira, 4 de novembro de 2011 15:36 BRST
 

Por Mayumi Negishi

TÓQUIO (Reuters) - A Nikon cortou em 22 por cento a previsão de lucro operacional para este ano, para abaixo das previsões de mercado, por causa da inundação de uma fábrica na Tailândia que acabou com as esperanças de vendas anuais recordes, e do iene mais forte.

As piores enchentes na Tailândia em 50 anos deixaram debaixo d'água máquinas de fabricação de câmeras e devem diminuir o lucro em 25 bilhões de ienes (320 milhões de dólares), apesar dos planos de começar a produção em outros lugares em dezembro para atender à demanda de fim de ano.

A Nikon disse que não terá condições de retomar as operações na unidade tailandesa até janeiro, acrescentado que a fábrica não voltará ao volume normal de produção até março.

A companhia, que compete com a líder de mercado Canon e com a Sony no mercado de câmeras digitais, disse nesta sexta-feira que agora prevê um lucro operacional de 67 bilhões de ienes (859 milhões de dólares) no ano fiscal até março.

O montante fica um pouco abaixo da estimativa apurada de 81 bilhões de ienes de nove analistas ouvidos pela a Thomson Reuters I/B/E/S.

O lucro operacional em seis meses quadruplicou para 61,1 bilhões de ienes por causa das vendas recordes de câmeras, que compensaram o impacto da forte valorização do iene.