Sites acusados de vender produtos falsos são bloqueados nos EUA

segunda-feira, 28 de novembro de 2011 17:05 BRST
 

WASHINGTON (Reuters) - Cerca de 150 sites acusados de vender produtos falsificados nos Estados Unidos incluindo sapatos, bolsas, óculos de sol e agasalhos esportivos foram bloqueados, afirmaram autoridades norte-americanas nesta segunda-feira, coincidindo com a "Cyber Monday", data na qual varejistas oferecem descontos pela Internet.

Nos últimos dias, autoridades norte-americanas fizeram alertas aos sites, incluindo www.pumaoutlets.net, www.myjerseyshop.com e www.uggbootsclearanceoutletstores.com, em uma tentativa de impedir as vendas dos produtos falsificados.

No entanto, autoridades afirmaram ter dificuldades em processar os vendedores dos produtos falsos pois eles costumam ficar no exterior, predominantemente na China.

"A maior parte dos falsificadores e criminosos envolvidos está no exterior e usa a Internet como forma de enganar consumidores aqui sem precisar estabelecer uma loja no território dos EUA", disse John Morton, diretor da Agência de Imigração e Fiscalização de Fronteiras.

Autoridades dos EUA fizeram secretamente compras dos sites em questão e trabalharam com as companhias que detém os direitos das marcas para determinar a autenticidade dos produtos.

Caso fosse determinado que eles eram falsificados, autoridades obtinham autorizações de tribunais norte-americanos para bloquear o site. O dono do domínio pode tentar recorrer da decisão da corte.

(Reportagem de Jeremy Pelofsky em Washington)