Países da Unasul estudam unir infraestrutura de telecomunicações

terça-feira, 29 de novembro de 2011 13:52 BRST
 

BRASÍLIA (Reuters) - Os países-membros da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) estudam fazer a integração de suas infraestrutruras de telecomunicações por meio de um "anel óptico", anunciou nesta terça-freira o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, após reunião com a secretária-geral da Unasul, Maria Emma Mejía.

O projeto, que segundo o ministro deve demandar investimentos iniciais de 100 milhões de dólares, será apresentado na sexta-feira aos presidentes dos países da Unasul, reunidos em Caracas, na Venezuela.

Alguns bancos já teriam se apresentado para financiar essa integração, como o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a Corporação Andina de Fomento (CAF).

Além disso, Bernardo disse que o Brasil estuda fazer dois novos cabos submarinos, um para a América do Norte e outro para a Europa. "No cabo para a Europa podemos dividir esforços com a Angola", disse o ministro.

Esses cabos, segundo ele, poderão ter parte de sua capacidade locada para países vizinhos, como a Argentina.

Somente o cabo para a América do Norte deve custar entre 280 e 300 milhões de dólares.

(Reportagem de Leonardo Goy)