Nova Pontocom prevê volume de entregas 50% maior no Natal

quarta-feira, 30 de novembro de 2011 12:34 BRST
 

Por Vivian Pereira

SÃO PAULO (Reuters) - A Nova Pontocom, unidade de comércio eletrônico do Grupo Pão de Açúcar, espera elevar em 50 por cento o volume de entregas em dezembro deste ano na comparação anual, apoiada no reforço de sua estrutura operacional para evitar o "apagão" logístico visto no final do ano passado, quando muitas empresas atrasaram a entrega de produtos aos clientes.

A companhia que concentra os sites Extra, Ponto Frio e Casas Bahia anunciou nesta quarta-feira que prevê a entrega de 3 milhões de itens somente no próximo mês, o que representa um aumento de 50 por cento ano a ano. Se considerado o mês de novembro, as entregas devem somar 5 milhões de produtos.

As ações realizadas pela companhia para se preparar para o elevado volume de vendas no período de festas de fim de ano envolveram as áreas de atendimento ao cliente, logística e estoques.

Segundo a empresa, foram contratados 1.800 novos funcionários para atuar principalmente no atendimento ao cliente. O sortimento de produtos também foi revisto e foram incluídas novas categorias que incrementaram o mix em 16 por cento, para mais de 60 mil itens.

Na área de logística, a empresa investiu na ampliação da capacidade de armazenagem, adicionando quatro novas centrais de distribuição em 2011. Hoje a Nova Pontocom tem oito centros de distribuição próprios.

A companhia também desenvolveu e ampliou parcerias com 20 transportadoras do país, incluindo cinco contratos de exclusividade para atender os mercados de São Paulo e Rio de Janeiro.

"Deixamos de ter o preço como critério de escolha (das transportadoras). As cinco transportadoras exclusivas são as melhores e mais estruturadas do Brasil", disse o presidente-executivo da Nova Pontocom, Germán Quiroga, em coletiva de imprensa nesta quarta-feira.

Segundo ele, as cinco transportadoras exclusivas serão responsáveis por entre 50 e 60 por cento do volume de entregas da empresa, que afirma estar confortável para entregar antes do Natal os produtos resultantes de compras feitas até 22 de dezembro, nos casos de São Paulo e Rio de Janeiro. "Estamos bem seguros", acrescentou o executivo.   Continuação...