E-commerce fatura 88% a mais em "Black Friday" no Brasil--e-bit

quarta-feira, 30 de novembro de 2011 16:55 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Companhias do setor de comércio eletrônico brasileiro faturaram 88 por cento a mais neste ano com ações promocionais inspiradas na "Black Friday", tradicional evento do varejo norte-americano, somando vendas de 100 milhões de reais, informou a consultoria e empresa de pesquisas do setor e-bit nesta quarta-feira.

No mesmo período do ano passado, as vendas totalizaram 53 milhões de reais.

As principais lojas participantes da ação, que ocorreu em 25 de novembro, foram Walmart, B2W, Fnac, Saraiva, Magazine Luiza, Compra Fácil e Extra, do Grupo Pão de Açúcar, dentre mais de 50 participantes, segundo a entidade.

A "Black Friday", que ocorre no dia seguinte ao feriado de Ação de Graças nos Estados Unidos, marca o início da temporada de vendas de fim de ano.

Segundo a e-bit, foram registrados 237 mil pedidos no período, contra 142 mil na mesma data de 2010, um crescimento de 67 por cento. O número pode avançar ainda mais, previu a consultoria.

"Ainda vejo oportunidade de terem ofertas ainda mais agressivas e; portanto, mais esperadas para os próximos anos, como nos Estados Unidos", afirmou a diretora da e-bit, Cris Rother, em comunicado, acrescentando que o modelo da "Black Friday" deve ser mantido, acompanhando as tendências do mercado norte-americano.

O gasto médio dos consumidores no evento foi de 425 reais, superior à média do setor de 350 reais, com destaque para produtos de informática, eletrodomésticos, eletrônicos e moda e acessórios.

(Por Priscila Jordão)