Barnes & Noble registra grandes vendas do leitor digital Nook

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011 13:54 BRST
 

(Reuters) - A Barnes & Noble registrou grandes vendas trimestrais do leitor Nook e se beneficiou com a liquidação final da concorrente Borders, mas a maior rede de livrarias dos Estados Unidos alertou que os esforços para promover o produto pode pesar nos ganhos.

A companhia, que apostou seu futuro na capacidade do Nook de competir com o Kindle, do Amazon.com, disse que as vendas de aparelhos eletrônicos, incluindo e-books, cresceram 85 por cento, para 220 milhões de dólares, no segundo trimestre fiscal terminado em 29 de outubro.

Mas desenvolver e promover o dispositivo em uma campanha nacional pesou nos resultados.

"A Barnes & Noble realmente tem que investir mais do que havia planejado para acompanhar o Kindle", disse o analista Peter Wahlstrom, da Morningstar.

A Barnes & Noble, que lançou o Nook no mês passado, disse que o Ebitda (sigla em inglês para lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) do fechado do ano deve ficar no piso da previsão anterior -de 210 milhões a 250 milhões de dólares, e que a rede "planeja investir mais pesado" na divulgação do Nook.

A rede teve um prejuízo líquido de 6,6 milhões de dólares no segundo trimestre fiscal, ou 0,17 dólar por ação, comparado com uma perda de 12,6 milhões de dólares, ou 0,22 dólar por ação, um ano antes.

Entre o lançamento do Nook, em 7 de novembro, e o fechamento dos mercados na última quarta-feira, as ações da empresa subiram 50 por cento na crença de que a companhia conseguirá manter o ritmo da Amazon na batalha dos leitores digitais (os chamados e-readers) e tablets.

Segundo a empresa de pesquisa Forrester Research, a Barnes & Noble está em segundo lugar no mercado de leitores digitais, perdendo apenas para a Amazon.

(Por Phil Wahba)