Ex-presidente da Olympus quer o emprego de volta

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011 15:14 BRST
 

Por Paritosh Bansal e Tim Kelly

NOVA YORK/ TÓQUIO (Reuters) - O ex-presidente-executivo da Olympus, Michael Woodford, lançou nesta quinta-feira uma campanha para derrubar o conselho de diretores, recuperar seu emprego e trazer sua própria equipe para salvar a companhia japonesa de um escândalo contábil.

Woodford, que alertou sobre os truques de contabilidade da Olympus depois de ter sido demitido em outubro, afirmou que estava juntando um grupo de candidatos para o novo conselho e conversando com os acionistas sobre a substituição da atual liderança, com esperança de que isso seja feito até fevereiro.

Mas o inglês, um raro presidente-executivo estrangeiro no Japão, negou que estivesse liderando um grupo para adquirir a fabricante de câmeras e de equipamentos médicos.

"Eu não estou tentando me envolver na venda da Olympus para um grupo do setor de saúde norte-americano", afirmou ele em resposta a perguntas de jornalistas.

Ele admitiu que houve aproximação de várias partes, mas se recusou a conversar. "Eu não faria parte disso. Eu não vejo isso como sendo viável ou atraente.. Eu quero apenas que a Olympus tenha um conselho que seja confiável e respeitado e continue administrando a companhia. Neste sentido, eu sou praticamente um japonês" adicionou.

Ele disse ter conversado com alguns acionistas sobre opções para uma reconstituição do conselho e espera que a Olympus faça uma reunião de investidores para eleger os novos diretores até fevereiro.