RIM não deve alcançar metas por causa de PlayBook

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011 15:46 BRST
 

TORONTO (Reuters) - A Research in Motion anunciou nesta sexta-feira que não alcançaria metas financeiras devido a problemas nas vendas de seu tablet PlayBook, que foi mal recebido pelo mercado, em um novo revés para a fabricante do BlackBerry.

A empresa canadense anunciou que já não acredita que será possível cumprir sua projeção de lucro anual diluído de 5,25 a 6 dólares por ação.

As ações da RIM cotadas na Nasdaq caíram em cerca de 65 por cento neste ano, com a perda de mercado para o iPhone, da Apple, e os celulares inteligentes que utilizam o sitema operacional Android, do Google.

A RIM chegou tarde ao mercado com seu PlayBook, lançado em abril, muito depois que o iPad, da Apple, estabeleceu domínio sobre o novo segmento.

Com o objetivo de impulsionar a estagnada demanda por seu tablet, a RIM começou no mês passado a oferecer todas as suas versões com fortes descontos.

Mas, mesmo com as promoções, consumidores não receberam bem o dispositivo. A RIM disse que vendeu cerca de 150 mil tablets no trimestre terminado em 26 de novembro, ante 200 mil vendidos no trimestre anterior. E isso é apenas uma fração dos 11 milhões de iPads vendidos nos últimos três meses.

A receita deve ficar pouco abaixo da previsão de 5,3 bilhões a 5,6 bilhões de dólares, em parte por causa dos descontos ao Playbook.

"A RIM continua a enfrentar problemas em seus esforços com o PlayBook. O aparelho prejudicou a empresa inicialmente ao desviar seu foco, mas a demanda baixa agora está se tornando claramente visível nos resultados financeiros", disse o analista Geoff Blaber, da CCS Insight.

A RIM anunciou uma perda contábil de 360 milhões de dólares neste trimestre, que "reflete o atual ambiente de mercado e deve manter um nível agressivo de atividade promocional recentemente empregado".   Continuação...