Nintendo nega reportagem sobre aposentadoria de Miyamoto

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011 10:42 BRST
 

Por Isabel Reynolds

TÓQUIO (Reuters) - A Nintendo negou na quinta-feira uma reportagem que afirma que Shigeru Miyamoto, em geral considerado como o mais influente projetista de videogames do planeta, renunciaria de seu atual cargo e passaria a desempenhar papel menor na companhia.

A revista Wired entrevistou Miyamoto, 59, criador de séries populares de videogames como Super Mario Bros e The Legend of Zelda, e revelou que ele teria declarado na entrevista que deseja se aposentar e trabalhar em projetos menores, transferindo suas responsabilidades a designers mais jovens.

"Isso é uma completa inverdade", disse um porta-voz da Nintendo. "Parece ter havido um mal entendido. Ele vem dizendo há muito que deseja treinar a nova geração."

"Miyamoto não tem a intenção de se aposentar. Não se preocupem, por favor", acrescentou.

As ações da Nintendo caíram a 11,04 mil ienes, ou 2 por cento, na quinta-feira, ante queda de 0,7 por cento no índice Nikkei.

Qualquer sinal de que a empresa possa perder Miyamoto seria um novo revés para a Nintendo, que dominou o setor de videogames por anos com seu console Wii e o portátil DS.

"Ele é um astro no desenvolvimento de vídeos e consoles", disse Dan Sloan, autor de um livro sobre a sigilosa companhia japonesa.

A Nintendo vem enfrentando dificuldades devido ao insucesso de seu novo portátil 3DS, lançado em fevereiro, em função da feroz concorrência gerada por celulares inteligentes e computadores tablets, e é provável que as incertezas econômicas na Europa e nos Estados Unidos representem novo obstáculo para a companhia na importante temporada de compras de fim de ano.   Continuação...