HTC processa Citi em Taiwan após queda no preço das ações

terça-feira, 13 de dezembro de 2011 09:26 BRST
 

TAIPÉ, 13 Dez - A HTC, quarta maior fabricante de smartphones no mundo, entrou com um processo criminal contra a unidade taiuanesa do Citigroup, sob a alegação de que a corretora do grupo contribuiu para a queda do preço de suas ações, disse um procurador de Taiwan nesta terça-feira.

A HTC, cuja rápida ascensão no concorrido mercado de celulares inteligentes fez da companhia a menina dos olhos dos investidores até o começo do ano, perdeu muito do brilho nas últimas semanas porque os modelos não conseguem competir com o iPhone, da Apple, e o Galaxy, da Samsung Electronics.

As ações caíram de um pico de mais de 1.200 dólares de Taiwan (39,72 dólares) em abril para 403 dólares de Taiwan no começo deste mês. A companhia recentemente cortou duas vezes a previsão de lucro, aumentando a preocupação dos investidores sobre ganhos futuros.

"A HTC entrou com esse processo em agosto e estamos trabalhando nele", disse o procurador-chefe interino da Procuradoria de Taipé, Huang Mou-hsi. "A HTC processou o Citi Global Markets por violar a lei de negociação do mercado (de ações)", acrescentou, negando-se, no entanto, a dar detalhes.

A HTC se recusou a confirmar ou negar o processo, dizendo que não faz comentários sobre assuntos judiciais. O Citi Global Markets Taiwan disse em comunicado que o assunto está sendo analisado pelas autoridades e que é "inapropriado fazer qualquer comentário".

Jornais de Taiwan noticiaram nesta terça-feira que HTC e Citi perderam o prazo de fecharem um acordo, e então os procuradores entraram no caso.

O Citi rebaixou o HTC para "venda" em um relatório de 7 de julho, de acordo com dados da Thomson One. A corretora do grupo citou preocupações sobre a compra planejada da companhia de tecnologia gráfica S3 Graphics, menor crescimento no mercado de smartphones e competição com a Samsung.

Então, o Citi elevou as ações para "manter" em 29 de setembro e depois a colocou em "neutro" em 31 de outubro. Em 24 de novembro rebaixou novamente para "vender" após a HTC ter revisado para baixo a previsão de receita para o quarto trimestre.

(Por Argin Chang)