UE aceita concessões da IBM e encerra caso antitruste

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011 09:54 BRST
 

Por Foo Yun Chee

BRUXELAS (Reuters) - As autoridades antitruste da União Europeia aceitaram concessões oferecidas pela IBM para encerrar uma investigação sobre violação de leis de concorrência e evitar uma possível multa, anunciou a Comissão Europeia nesta quarta-feira.

A companhia norte-americana de tecnologia propôs em setembro oferecer peças de reposição e informações técnicas a outras empresas que cuidam da manutenção de seus computadores mainframe e software.

A Comissão Europeia se declarou satisfeita com as concessões, revisadas depois de um teste de mercado e válidas por cinco anos, e determinou que elas bastariam para resolver os problemas de concorrência.

"Estou satisfeito por termos conseguido encontrar solução rápida para nossas preocupações sobre concorrência, junto à IBM", afirmou Joaquin Almunia, o comissário de Competição da União Europeia, em comunicado.

A decisão da Comissão confirmou reportagem publicada pela Reuters na semana passada.

A IBM anunciou em setembro que não concordava com a acusação da Comissão de que havia abusado de sua posição de mercado ao impor condições "pouco razoáveis" ao suprimento de certos produtos a prestadores rivais de serviços de manutenção de mainframes.

Muitas grandes empresas e governos usam computadores mainframe para armazenar e processar grandes volumes de dados.

Este é o segundo caso envolvendo a IBM que a Comissão Europeia resolve este ano. A instituição havia encerrado em agosto uma investigação sobre a IBM, depois que três rivais de menor porte da empresa retiraram suas queixas.

A Comissão, que regulamenta as questões de concorrência na União Europeia e pode impor a empresas multas de até 10 por cento de seu faturamento mundial, impôs multas de bilhões de euros a empresas de tecnologia como a Microsoft e a Intel, por violação das regras do bloco de países.