Mais de 100 milhões de habitantes da UE nunca usaram a Internet

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011 16:01 BRST
 

Por Claire Davenport

BRUXELAS (Reuters) - Quase um quarto dos 500 milhões de habitantes de países da União Europeia nunca usaram a Internet e há uma divisão que vem se agravando entre o norte da Europa e as regiões mais pobres sul e leste, mostraram dados divulgados nesta quarta-feira.

Mais da metade da população da Romênia e pouco menos da metade dos habitantes de Bulgária, Grécia, Chipre e Portugal não têm acesso à Internet em casa, segundo dados da Eurostat, agência de estatísticas da UE.

Além de evidenciarem disparidades geográficas em uma das regiões mais desenvolvidas do mundo, os dados ressaltam a falta de oportunidades que as pessoas de comunidades mais pobres têm de tirar proveito de avanços tecnológicos como a Internet, que forneceram bens de menor custo e serviços a milhões de pessoas.

"Para muitas pessoas parece difícil viver hoje em dia sem a Internet", disse a Eurostat.

"Porém, uma parcela da população da UE, que vem diminuindo mas não é negligenciável, nunca a acessou", acrescentou, relatando que 24 por cento das pessoas entre 16 e 74 anos nos 27 países do bloco nunca acessaram a Web.

Embora, no geral, o acesso à Internet tenha crescido nos últimos cinco anos, as disparidades ainda são grandes, sendo que somente 45 por cento da população está conectada na Bulgária contra 94 por cento na Holanda.

Outros países onde se encontram grandes taxas de acesso são Luxemburgo, Suécia e Dinamarca, todos com 90 por cento ou mais de pessoas conectadas.

Já na Romênia, 54 por cento das pessoas nunca usaram a Internet, seja em casa, em uma lan house ou em um smartphone.