Yahoo considera venda de ativos asiáticos, dizem fontes

quinta-feira, 22 de dezembro de 2011 09:44 BRST
 

NOVA YORK/SAN FRANCISCO (Reuters) - O Yahoo está estudando um plano para vender a maior parte de seus valiosos ativos asiáticos em uma complexa transação avaliada em 17 bilhões de dólares, disseram fontes familiarizadas com o assunto na quarta-feira. A notícia foi vista com aprovação por Wall Street e impulsionou as ações da companhia.

A oferta -a mais recente entre as propostas apresentadas nos últimos meses para ressuscitar a empresa que um dia foi a líder da Internet- deve ser avaliada pelo conselho do Yahoo na quinta-feira, segundo as fontes.

O conselho não está interessado em ofertas por toda a empresa, a essa altura, disse uma das fontes.

A crescente dificuldade do Yahoo para concorrer com pesos-pesados da Internet como Google e Facebook forçaram a companhia a estudar propostas para reorganizar seus negócios.

A empresa, que demitiu a presidente-executiva Carol Bartz em setembro, tem valor de mercado de cerca de 18,5 bilhões de dólares.

O plano de venda dos ativos asiáticos que será considerado pelo conselho se alinha a propostas anteriores de grupos de capital privado para aquisição de uma participação acionária minoritária no Yahoo.

Essas propostas encontraram forte oposição de alguns dos maiores acionistas do Yahoo, entre os quais, o investidor ativista Dan Loeb, do fundo Third Point.

"Está claro que Dan Loeb, do Third Point, vem exercendo alguma influência", disse Adam Seeseel, diretor de pesquisa da Martin Capital Management, que aumentou sua participação no Yahoo algumas semanas atrás. "Ele está fazendo um favor a todos os acionistas do Yahoo ao fiscalizar o conselho e garantir que façam a coisa certa".

Avaliada em 17 bilhões de dólares, incluindo o valor da participação na Alibaba que o Yahoo continuaria a manter de acordo com a mais recente proposta, a transação significa que a fatia asiática dos ativos do Yahoo tem valor de 14 dólares por ação, segundo uma das fontes.

(Por Paritosh Bansal e Alexei Oreskovic)