RIM agora enfrenta contestação judicial por marca "BBM"

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011 16:20 BRST
 

TORONTO (Reuters) - A Research in Motion, ainda irritada por se ver forçada a mudar o nome de um sistema operacional que nem mesmo entrou em operação, enfrenta contestação de marca semelhante ao seu popular serviço de mensagens instantâneas BlackBerry Messenger.

O serviço, que permite que usuários do BlackBerry troquem mensagens de texto e arquivos, e verifiquem quando foram entregues e lidos, é amplamente conhecido e promovido pela RIM com o uso da sigla BBM.

Isso incomodou a BBM Canada, uma empresa de mensuração de audiência radiofônica e televisiva que contestou esse uso em um processo aberto em fevereiro.

O presidente-executivo da empresa, Jim MacLeod, diz que quer que a RIM deixe de usar a sigla BBM em sua publicidade, mas também que poderia considerar uma mudança de nome, pelo preço correto.

"Temos de ser práticos; eles operam em todo o mundo e nós não. Mas não estamos preparados para simplesmente abrir mão de nosso nome", disse MacLeod.

A RIM lançou seu serviço de música BBM Music nos últimos meses e promoveu fortemente aplicativos desenvolvidos fora da empresa que o combinam ao seu serviço de mensagens instantâneas.

"Estou certo de que para uma grande empresa os números parecem pequenos, mas para nós eles importam", disse MacLeod. A BBM Canada tem cerca de 650 funcionários, ante os 17 mil da RIM.

No começo do mês, a RIM abandonou a identificação "BBX" para seu novo sistema operacional depois de a Basis International, dos Estados Unidos, obter uma liminar que proibia o uso da marca. A RIM decidiu mudar o nome da plataforma para BlackBerry 10.

A BBM Canada foi estabelecida em 1994 como Bureau of Broadcast Measurement, e mudou seu nome para BBM Canada no começo dos anos 90, disse MacLeod. A companhia, controlada por um grupo de redes de mídia eletrônica e anunciantes, tem faturamento anual de cerca de 50 milhões de dólares, ante 5 bilhões de dólares em vendas para a RIM no trimestre passado.

A Industry Canada negou o pedido de registro da marca registrada BBM, apresentado pela RIM em 2009, e informou que a marca já estava em uso.

(Reportagem de Alastair Sharp)