Hackers preparam publicação de e-mails roubados da Stratfor

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011 15:02 BRST
 

28 Dez (Reuters) - Hackers afiliados ao grupo Anonymous anunciaram que estão preparando a publicação de e-mails roubados da companhia de análise de informações Strategic Forecasting, cujos clientes incluem as forças armadas dos Estados Unidos, bancos de Wall Street e outras empresas.

A Strategic Forecasting, conhecida como Stratfor, revelou no final de semana que seu site havia sido invadido por hackers e que algumas informações sobre empresas assinantes de seus serviços haviam sido reveladas.

Um grupo de hackers conhecido como Antisec assumiu a responsabilidade pelo ataque e prometeu causar "tumulto" ao divulgar os documentos roubados.

O Antisec já divulgou milhares de supostos nomes de clientes empresariais e públicos da companhia, acompanhados por endereços de e-mail, senhas e números de cartão de crédito de assinantes individuais do serviço.

Entre os clientes mencionados na lista publicada pelo Antisec estão Bank of America, Exxon Mobil Corp, Goldman Sachs & Co, Interpol, Thomson Reuters, as forças armadas norte-americanas e a ONU.

A Stratfor anunciou em carta aos assinantes no final de semana que oferecerá serviços de proteção e vigilância contra roubo de identidade aos assinantes atingidos. O site da empresa está inativo há dias.

George Friedman, presidente-executivo da Stratfor, afirmou na página da empresa no Facebook que as pessoas cujos nomes haviam sido publicados pelo Antisec eram simples assinantes de publicações da empresa, e não tinham relacionamento mais profundo com ela.

O Anonymous anunciou que os e-mails que os hackers pretendem publicar são mais delicados.

"A Stratfor não é a 'companhia inofensiva' que tenta fingir ser, como vocês verão por esses e-mails", afirmou o Anonymous via Twitter.

O grupo informou que divulgaria os e-mails assim que concluísse sua formatação para distribuição, e que preparou mais de nove mil cópias "espelho". O elevado número de cópias do arquivo permitiria distribuição mais rápida, dificultando o bloqueio dos servidores de distribuição pelas autoridades.

(Por Jim Finkle em Boston)