Devolução de produtos comprados no Natal atingirá recorde

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012 20:22 BRST
 

Por Phil Wahba e Alistair Barr

2 Jan (Reuters) - Após as festas de fim de ano vem a ressaca para as varejistas: lidar com milhares de devoluções de produtos nesta semana.

Com o fim da temporada de Natal, quando houve vendas recordes no comércio eletrônico, as taxas de devolução devem atingir máximas históricas na terça-feira para a United Parcel Service (UPS).

A companhia de entregas espera ter de gerenciar mais de 550 mil devoluções na terça-feira, um volume recorde, alta de quase 8 por cento em relação a um ano antes. Vários outros dias durante a primeira semana de 2012 também terão mais de meio milhão de devoluções, disse a UPS.

"Esse definitivamente será o ano com mais devoluções", disse à Reuters o diretor de marketing da divisão de varejo e produtos de consumo da UPS, Ken Burkeen.

A boa notícia para as varejistas é que a maior parte do avanço é reflexo do crescimento explosivo no comércio eletrônico nessa temporada de fim de ano: as vendas nos Estados Unidos cresceram 15 por cento entre 1o de novembro e 26 de dezembro, segundo a empresa comScore.

Burkeen disse que a UPS espera que a taxa de devolução avance 7,7 por cento, o que significa que a porcentagem de devoluções sobre as vendas totais recuou, apesar de regras mais favoráveis ao consumidor.

Grande parte desse resultado tem relação com a melhora dos websites, incluindo a capacidade de rotacionar a imagem de um produto em 360 graus.