Groupon cresce em novembro, aumenta liderança ante rivais

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012 09:20 BRST
 

4 Jan (Reuters) - O principal negócio do Groupon cresceu em novembro, levando a companhia de compras coletivas a aumentar a liderança em relação à concorrente LivingSocial, de acordo com estimativas divulgadas nesta quarta-feira.

A receita bruta do Groupon somou 154 milhões de dólares em novembro, 6 por cento a mais em relação aos 145 milhões de dólares obtidos em outubro, segundo estimativa da consultoria Yipit.

Já o LivingSocial apurou queda de 5 cento na receita bruta entre outubro e novembro, para 52 milhões de dólares, também conforme a consultoria.

A receita bruta mede o quanto Groupon e outras companhias de vendas coletivas absorvem das ofertas realizadas. A maior parte desse montante é dividida com as empresas participantes das ofertas e excluída da receita.

O Groupon registrou forte crescimento no começo de novembro, mas a receita bruta recuou no feriado de Ação de Graças, considerando que poucos assinantes estavam acessando os e-mails da companhia, de acordo com o analista Unaiz Kabani, da Yipit. "Não foi um bom mês, mas poderia ter sido bem pior", afirmou.

A receita bruta do LivingSocial também diminuiu durante o feriado, apesar do salto nas vendas que a companhia apurou nos Estados Unidos durante a Black Friday, acrescentou a Yipit.

O AmazonLocal gerou 5,8 milhões de dólares em receita bruta em novembro, queda de 6 por cento em relação a outubro. Foi a primeira queda mensal desde que o Amazon entrou no segmento, no ano passado, segundo a Yipit.

O Google Offers teve receita bruta de 3,5 milhões de dólares em novembro, alta em relação a outubro impulsionada por negócios com companhias de grande porte.

(Por Alistair Barr)