Microsoft processa varejista sobre falsificação de CD do Windows

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012 14:46 BRST
 

4 Jan (Reuters) - A Microsoft afirmou que está processando a Comet, segunda maior varejista de eletroeletrônicos da Inglaterra, por supostamente criar e vender "falsos" CDs de recuperação do seu sistema operacional Windows.

Em comunicado publicado em seu site, a Microsoft afirmou que a varejista criou mais de 94 mil conjuntos de CDs de recuperação do Windows Vista e do XP e vendeu-os aos clientes que compraram computadores e laptops com o programa Windows instalado.

A Comet é de propriedade da Kesa Electricals, a terceira maior varejista de eletroeletrônicos da Europa, mas que está em processo de venda para o grupo de private equity OpCapita.

Um porta-voz da Kesa disse à Reuters que a Comet forneceu os discos como um serviço a seus clientes entre março de 2008 e dezembro de 2009. A empresa parou com a prática quando a Microsoft levantou objeções.

A Microsoft, ou o fabricante do computador, costumava fornecer os discos de recuperação mas parou de fazê-lo em 2007, disse o porta-voz.

A Comet acredita que o fornecimento dos CDs de recuperação era do melhor interesse dos clientes e que "tem um bom senso de sua pretensão e vai defender a sua posição vigorosamente", disse o porta-voz.

(Por Himank Sharma e Tresa Sherin Morera)