Barnes & Noble avalia separar negócio de leitores digitais

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012 14:55 BRST
 

5 de janeiro (Reuters) - A rede de livrarias Barnes & Noble informou nesta quinta-feira que está considerando separar seu negócio de leitores digitais Nook e cortou sua previsão para os lucros do fechado do ano, citando vendas abaixo do esperado para o leitor básico de tela sensível ao toque.

A companhia, que tem disputado com a plataforma Kindle, da Amazon, no crescente mercado de dispositivos digitais de leitura (os chamados e-readers), também citou custos mais altos de publicidade e para expansão internacional ao cortar sua previsão de lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, em inglês) para 150 milhões a 180 milhões de dólares.

Há um mês, a companhia disse que este resultado ficaria abaixo da previsão inicial de 210 milhões a 250 milhões de dólares.

A varejista informou que as vendas do Nook cresceram 70 por cento durante as nove semanas terminadas em 31 de dezembro, comparado com um ano antes, e que as vendas de conteúdo digital (incluindo livros, aplicativos, jornais e revistas) cresceu 113 por cento na mesma base de comparação.

"Nós vemos valor substancial no que construímos com o negócio do Nook em apenas dois anos e acreditamos que é a hora certa para analisar nossas opções para desencadear este valor", disse o presidente-executivo da Barnes & Noble, William Lynch, em comunicado.