Symantec tem partes de código-fonte de antivírus expostas

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012 10:15 BRST
 

(Reuters) - A Symantec, maior produtora de software de segurança, disse que hackers expuseram parte de seu código-fonte, que serve essencialmente como planta básica de seus produtos, o que pode oferecer aos rivais informações sobre a tecnologia da empresa.

A criadora do popular software antivírus Norton informou que hackers haviam roubado o código de terceiros, mas que a rede não havia sido violada e que informações sobre clientes não haviam sido expostas.

A companhia não confirmou a alegação de um grupo chamado Lords of Dharmaraja, que informou ter obtido o código-fonte da Symantec ao invadir sites das forças armadas indianas.

Alguns governos exigem que fornecedores revelem o código-fonte de seus produtos para garantir que não contenham elementos que possam ser usados para espionagem, disse Ron Rachwald, diretor de segurança estratégica na Imperva, empresa de segurança de dados.

A Microsoft, por exemplo, em 2003 passou a permitir que governos, entre os quais o da Rússia, e organizações internacionais como a Organização para o Tratado do Atlântico Norte (Otan) estudassem o código secreto de seu sistema operacional Windows, a fim de provar que eram falsos os boatos de que ele oferecia uma "porta dos fundos" que permitiria ao governo norte-americano espionar seus usuários.

A Symantec minimizou o risco, alegando que o software exposto já estava defasado há alguns anos.

"A Symantec confirma que um segmento de seu código-fonte, usado em dois de nossos produtos mais antigos para empresas, foi acessado; um desses softwares já foi descontinuado", afirmou Chris Paden, porta-voz da Symantec, por e-mail na sexta-feira.

A Symantec, que teve faturamento de 1,68 bilhão de dólares no terceiro trimestre, vem sendo beneficiada por maiores preocupações quanto a ataques de hackers, após ataques de alta notoriedade contra Google, Lockheed Martin e Nasdaq OMX Group.

A propriedade intelectual de uma produtora de software -mais especificamente seus códigos-fonte- representa o ativo mais precioso da empresa. O Norton Internet Security está entre os mais populares pacotes de antivírus, spyware e roubo de identidade online.

(Por Nicola Leske)