Tim Cook, da Apple, recebeu bônus em ações no valor de US$376 mi

terça-feira, 10 de janeiro de 2012 14:40 BRST
 

10 Jan (Reuters) - O presidente-executivo da Apple, Tim Cook, recebeu um bônus em ações no valor aproximado de 400 milhões de dólares, o maior concedido pela companhia na década.

O Conselho da companhia beneficiou Cook com um milhão de ações restritas (RSUs, na sigla em inglês) para sinalizar sua confiança no executivo, depois que Steve Jobs transferiu em agosto o leme da fabricante do iPhone e do iPad para seu tenente de longa data.

O bônus em ações, metade das quais reverte-se em 2016, e o resto em 2021, é avaliado em mais de 376 milhões de dólares, baseado nos preços das ações da Apple no fechamento de 24 de agosto passado, informou a companhia em um documento.

Jobs, que foi expulso da Apple em meados da década de 1980, retornou a companhia em 1997 e transformou a Apple na mais valiosa empresa de tecnologia do mundo com uma série de produtos bem-sucedidos, que incluem o iPod, o iPhone e o iPad.

Jobs, que morreu em outubro depois de uma batalha de muitos anos contra o câncer, recebeu 5,5 milhões de ações da Apple, de acordo com o documento.

Ele recebeu um dólar por ano em salários durante os últimos três anos, segundo o arquivamento, enquanto Cook recebeu um salário de aproximadamente 900 mil dólares em 2011.

(Por Alexei Oreskovic)