ANÁLISE-Telefonia móvel deve continuar ascensão em 2012

terça-feira, 17 de janeiro de 2012 16:48 BRST
 

Por Sérgio Spagnuolo

SÃO PAULO, 17 Jan (Reuters) - O setor de telefonia móvel não tirou férias de fim de ano e dezembro registrou o maior número de habilitações na história do país, levando analistas a acreditar que 2012 deve manter um ritmo de crescimento aquecido.

Durante último mês do ano foram 6,1 milhões de acessos móveis, segundo dados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). No acumulado de 2011, então, somam-se 39,3 milhões de novas linhas, o que elevou a base móvel no país para 242,2 milhões de acessos em 2011.

Ou seja, é um mercado com penetração superior a 100 por cento e que continua em expansão, ainda que o crescimento possa ser mais lento do que o visto em 2011.

Analistas atribuem o contínuo avanço à substituição da telefonia fixa pela móvel e ao aumento da venda de banda larga móvel de terceira geração (3G) -de todos os acessos de telefonia móvel, 17 por cento já contam com Internet 3G.

"Para 2012, nosso cenário para o mercado brasileiro sugere que os SIM-card (acessos) alcançarão 275,3 milhões", afirmou em relatório o analista Diego Aragão, da corretora Flow, um crescimento de 13,67 por cento.

A previsão do analista demonstra, desta forma, que o crescimento deve desacelerar no ano -de 39,3 milhões de novas linhas em 2011 para 33,1 milhões em 2012.

"A gente já espera uma desaceleração há muito tempo e ela não acontece", afirmou Luciana Leocadio, da corretora Ativa. "Esperamos que (a base) vá continuar crescendo mais lentamente, mas ainda assim crescendo".

Segundo ela, os planos pessoais de dados devem continuar impulsionando o setor. Atualmente, as operadoras têm planos de dados específicos para smartphones e tablets, o que ajuda na comercialização de chips.   Continuação...