China estenderá regras de registro a usuários de microblogs

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012 16:47 BRST
 

A China ampliará as exigências para o cadastro de nomes verdadeiros sobre usuários de microblogs, disse o órgão estatal responsável pela propaganda e informação nesta quarta-feira. É a mais recente medida do governo para controlar melhor os sites chineses semelhantes ao Twitter, amplamente populares no país.

Autoridades do governo reconhecem que microblogs são úteis como uma ferramenta de opinião pública crítica, mas têm acusado repetidamente estes serviços de espalharem o que chamam de rumores infundados e vulgaridades. O governo divulgou advertências de que conteúdo online precisa ser aceitável sob a ordem do Partido Comunista.

A prefeitura de Pequim disse em dezembro que endureceria seu controle sobre microblogs, que têm importunado autoridades com a rápida disseminação de notícias. O governo disse que daria três meses para usuários registrarem seus nomes verdadeiros ou enfrentarem consequências legais. Outras grandes cidades seguiram o exemplo.

"Atualmente, esse tipo de registro está sendo testado em Pequim, Xangai, Tianjin, Guangzhou e Shenzhen e será estendido a outras cidades quando os programas-piloto se mostrarem bem-sucedidos", disse o ministro responsável pelo Escritório de Informação do Conselho de Estado (SCIO), Wang Chen, a repórteres em Pequim.

Uma unidade do SCIO, o Escritório Estatal de Informações da Internet, é a principal agência responsável por regulamentar a Internet.

Wang disse que verificação nominal será procedimento padrão para novos usuários de microblogs, como o serviço Weibo, da agência de notícias Sina, que permite aos usuários publicar pequenas mensagens opinativas - fazendo uso de no máximo 140 caracteres chineses - que podem alcançar seguidores que recebem os textos instantaneamente.

(Por Don Durfee e Michael Martina)