Gasto com venda de iPhone corrói margens da Verizon

terça-feira, 24 de janeiro de 2012 13:46 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - A Verizon Communications divulgou nesta terça-feira lucro pouco abaixo do esperado para o quarto trimestre, pressionada por altos gastos com vendas de celulares avançados, como o iPhone, da Apple.

A unidade de telefonia celular do grupo, Verizon Wireless, atraiu 1,2 milhão novos clientes, acima da estimativa média de 1 milhão apurada junto a cinco analistas consultados pela Reuters.

A Verizon teve prejuízo de 2,02 bilhões de dólares no quarto trimestre, ou 0,71 dólar por ação, ante um lucro de 2,64 bilhões de dólares, ou 0,93 dólar por ação, um ano antes.

Excluindo os encargos relacionados a pensões, o lucro de 0,52 dólar por ação ficou pouco abaixo das estimativas de Wall Street de 0,53 dólar por ação, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.

O lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) da Verizon Wireless caiu para 42,2 por cento da receita de serviços, contra a nível de 47,8 por cento no terceiro trimestre.

As vendas de smartphones pesaram nos lucros porque a Verizon subsidia o custo de cada aparelho para estimular os assinantes a assinarem um contrato de dois anos de fidelização.

Mas, como os smartphones ajudam no crescimento de receita e carteira de assinantes, o analista Chris King, da Stifel Nicolas, disse que se trata de uma escolha que a companhia de telecomunicações dos EUA precisa fazer.

"As margens foram baixas, mas foram ativados muitos smartphones", ressaltou.

A porcentagem de assinantes da Verizon Wireless que usam smartphones subiu para 44 por cento no quarto trimestre, ante 39 por cento no terceiro.

A receita somou 28,4 bilhões de dólares ante 26,4 bilhões de dólares um ano antes. Analistas esperavam 28,39 bilhões de dólares, de acordo com a Thomson Reuters I/B/E/S.