Nintendo prevê seu 1o prejuízo anual, reduz projeção para 3DS

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012 11:21 BRST
 

26 Jan (Reuters) - A Nintendo anunciou forte queda em seu lucro trimestral e projetou prejuízo anual superior ao esperado, enquanto luta contra o iene forte e seus aparelhos perdem terreno para rivais como o iPhone.

A criadora dos jogos Super Mario dominou o setor de videogames durante anos com o console Wii e o portátil DS, mas agora enfrenta dificuldades diante do boom nas vendas dos celulares inteligentes e tablets, mais versáteis.

"Dizer que (os dias dos consoles) estão contados provavelmente seria exagero, mas os jogos para redes sociais e via Internet estão crescendo e causando mudanças estruturais no futuro do setor, o que representa forte vento contrário para a Nintendo", disse o diretor sênior de investimento da Sompo Japan Nipponkoa Asset Management, Shigeo Sugawara.

A Nintendo agora projeta prejuízo operacional anual de 45 bilhões de ienes (575 milhões de dólares), bem acima da previsão de 4,2 bilhões de ienes, média de 21 analistas.

"O período de crescimento (da Nintendo com os consoles) acabou. Não acredito que a companhia deixará de existir, mas se eles não ingressarem em novas categorias sem dúvida perderão a grande escala que desenvolveram", opinou o vice-presidente de administração de fundos na Ichiyoshi Investment Management, Mitsushige Akino.

A Nintendo reduziu a projeção anual de vendas para o envelhecido console Wii de 12 milhões para 10 milhões de aparelhos, e a do portátil 3DS de 16 milhões a 14 milhões de unidades.

"Tínhamos melhores expectativas para a temporada de fim de ano, mas não fomos capazes de realizá-las", declarou o presidente Satoru Iwata em Osaka.

As baixas vendas forçaram a Nintendo a reduzir o preço do tão aguardado portátil 3DS, em agosto, seis meses após o lançamento.

A decisão pôs fim ao histórico da Nintendo de registrar lucros tanto no hardware quanto no software de videogame, um modelo de negócios que conduziu a receita operacional da companhia ao pico de 555 bilhões de ienes em 2008/9.