Corte de custos favorece lucro da britânica BT

sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012 14:59 BRST
 

LONDRES, 3 Fev (Reuters) - A BT, ex-monopólio de telefonia da Grã-Bretanha, apurou ligeira alta no lucro principal trimestral, com cortes de custos e menores encargos regulatórios compensando a queda nas vendas, e a banda larga ganhando destaque do lado da demanda.

A companhia, que vem apostando cada vez mais em cortes profundos e eficiência operacional nos últimos anos para o negócio de telefonia fixa, informou que o lucro e a geração de caixa subiram nos três meses encerrados em dezembro, apesar da queda de 5 por cento na receita.

O lucro principal cresceu 3 por cento, para 1,5 bilhão de libras, favorecido pelo corte de custos, enquanto a receita caiu para 4,77 bilhões de libras, bem abaixo das expectativas do mercado e inferior ao trimestre anterior.

Além dos 146 mil novos clientes no segmento de banda larga, a BT respondeu por 56 por cento do total de adições líquidas no mercado, confirmando sua posição ao lado da BSkyB como a principal provedora de banda larga na Grã-Bretanha.

O grupo afirmou ainda que espera superar a estimativa de lucro principal ajustado de 6 bilhões de libras, apurado no ano anterior. A empresa também aumentou as projeções para fluxo de caixa livre para cerca de 2,4 bilhões de libras, contra previsão anterior de 2,2 bilhões de libras.

(Por Kate Holton)