Emerson elevará investimentos em tecnologia e venderá ativos

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012 15:56 BRST
 

NOVA YORK, 14 Fev (Reuters) - O conglomerado industrial Emerson espera aumentar aquisições e alienações nos próximos quatro anos e elevará investimentos em tecnologia e nos mercados emergentes em meio à recessão na Europa e ao crescimento mais lento nos Estados Unidos e China.

A fabricante de sistemas de automação industriais e de tecnologia utilizados na produção de óleo e gás ajustou sua previsão de vendas de longo prazo para uma faixa anual de 31 bilhões a 35 bilhões de dólares.

Há um ano, o topo da faixa era de 32 bilhões de dólares.

A companhia com sede em St. Louis afirmou esperar que as vendas em 2012 alcancem 25 bilhões, ajudadas pelo crescimento em seu mercado doméstico, incluindo uma recuperação nas construções comerciais e residenciais.

A empresa afirmou que sua carteira de pedidos e outras métricas sugerem que o aumento das receitas será mais forte no segundo semestre do que no primeiro.

"A China ainda está fraca, mas voltará.. A Europa está em recessão", disse o presidente-executivo, David Farr. "O mercado-chave para nós é o dos Estados Unidos".

Farr contou que espera que os mercados emergentes contabilizem a maior parte do crescimento da Emerson entre agora e 2015, e a companhia vai elevar os investimentos nesses mercados e em tecnologia.

A Emerson espera gastar entre 5 bilhões e 6 bilhões de dólares em aquisições entre agora e 2015, destacou, especialmente na automação industrial e em segmentos de gerenciamento de processos. A Emerson vai alienar entre 2 bilhões e 3 bilhões em ativos, no período, incluindo sua unidade de equipamentos de armazenamento, Knaack, afirmou Farr.

(Por Nick Zieminski)