Problemas legais da Apple na China podem favorecer rivais

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012 15:47 BRST
 

HONG KONG, 20 Fev (Reuters) - A disputa da Apple Inc por sua marca iPad na China está criando uma janela de oportunidade para rivais como a Lenovo e a Samsung, que tentam superar o domínio da empresa norte-americana no mercado potencialmente enorme para os tablets na China.

A Apple, a empresa de tecnologia de maior valor no mundo, está contestando ações legais da endividada fabricante chinesa de eletrônicos Proview Technology (Shenzhen), o que fez com que varejistas e revendedores em mais de 10 cidades chinesas retirassem iPads das prateleiras, de acordo com informações da mídia.

O iPad, da Apple, detém uma imensa vantagem sobre os competidores no setor de tablets na China, onde possui 76 por cento da fatia de mercado. A Lenovo e a Samsung ocupam um distante segundo e terceiro lugares, com 7 por cento e 3 por cento, respectivamente, de acordo com dados do instituto de pesquisas IDC.

"A perda da Apple pode levar a ganhos para a Lenovo e a Samsung", disse o analista Jonathan Ng, da CIMB, em Cingapura.

A Samsung poderá ser a empresa mais favorecida porque seu tablet, o Galaxy, compete na mesma faixa de preço do iPad.

"A Samsung provavelmente será a mais beneficiada com a continuidade da ação legal da Apple porque as duas buscam o mesmo consumidor de maior poder aquisitivo, considerando o preço de seus produtos", comentou o analista Dickie Chang, do IDC em Hong Kong. "O impacto sobre a Lenovo pode ser menor porque o Lepads tem menor preço e tem como alvo usuários iniciantes."

Um iPad2 básico custa em media 3.688 iuanes (585 dólares), praticamente o mesmo preço do Samsung Galaxy Tab de 7 polegadas, enquanto alguns modelos Lepad, da Lenovo, estavam sendo vendidos, de modo geral, por metade desse preço em lojas online.

De acordo com o IDC, no terceiro trimestre a Apple vendeu cerca de 1,3 milhão de iPads na China, a Lenovo - segundo maior fabricante mundial de PCs - comercializou 120 mil Lepads no mercado doméstico e a sul-coreana Samsung, 58 mil Galaxy Tabs.

Tanto o Lepad como o Galaxy Tab both rodam no sistema operacional Android, da Google Inc's.

A China tem atualmente 505 milhões de usuários de Internet e o número de microblogues ultrapassa 300 milhões - mais do que o de usuários ativos do Twitter.