Dropbox aquece batalha na nuvem com recurso de upload de fotos

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012 10:54 BRST
 

SAN FRANCISCO (Reuters) - O Dropbox anunciou na quinta-feira um novo recurso de upload de fotos para smartphones Android, o que pode ampliar sua concorrência com Google, Apple e outros rivais que disputam o crescente mercado de soluções online para armazenagem.

Com um clique, o novo serviço permitirá que o usuário suba fotos de alta resolução de seu smartphone para a "nuvem" virtual, de onde os arquivos poderão ser acessados por meio de qualquer computador ou aparelho móvel.

O Dropbox só oferece espaço de armazenagem aos usuários. O serviço não disporá de recursos de edição de fotos ou manipulação de imagens, ao contrário do que acontece com o Picasa, do Google.

Em lugar disso, Drew Houston, presidente-executivo da companhia, espera que programadores externos desenvolvam aplicativos para essa finalidade.

Houston afirmou que o novo recurso representava passo pequeno mas significativo em direção a cultivar um próspero "ecossistema" em torno da plataforma Dropbox. No caso das fotos, por exemplo, a empresa pode encorajar programadores independentes a desenvolver programas de retoque de imagens.

"O Facebook vincula um usuário e seu gráfico social a um ecossistema que oferece diferentes serviços", disse Houston. "Planejamos coisa semelhante para o Dropbox".

Ele acrescentou que "isso é algo de importante para nós, este ano".

Ainda que a versão inicial do aplicativo deva servir apenas aos smartphones equipados com o Google Android, uma versão para o Apple iOS sairá em breve, informou a companhia. Cada usuário disporá de 500 megabytes de espaço de armazenagem, depois do upload inicial, e pode obter até três gigabytes de espaço adicional gratuito.

O novo aplicativo do Dropbox, que atende à ampla demanda dos consumidores por serviços de fotografia, servirá para "garantir e solidificar a posição da empresa como serviço de compartilhamento de arquivos, sem tentar ir além disso, o que considero uma decisão inteligente", disse James Staten, analista da Forrester Research.