TIM vê alta acima de 10% em geração de caixa em 2012

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012 14:58 BRST
 

Por Sérgio Spagnuolo

RIO (Reuters) - A TIM prevê um crescimento superior a 10 por cento tanto na receita quanto na geração de caixa em 2012, apoiada principalmente na expansão da base de clientes em dados e voz, informou a companhia nesta sexta-feira.

A base de comparação são os dados de 2011, quanto a empresa teve uma receita líquida total de 17,1 bilhões de reais, e geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) em 2012 de 4,6 bilhões de reais.

A operadora também estimou investimentos de 9 bilhões de reais até 2014, mantendo a média de 3 bilhões de reais investidos anualmente, à medida que prevê um crescimento em torno de 40 por cento no total de linhas no período, para 90 milhões.

Segundo dados de janeiro da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a TIM opera 65,1 milhões de linhas celulares, ocupando a segunda posição em participação de mercado no Brasil, atrás da Vivo.

Essa perspectiva de crescimento reflete apostas das operadoras no crescimento de dados móveis, e a TIM espera que o acesso à Internet represente 25 por cento da sua receita de serviços em 2014, ante 14 por cento em 2011.

Enquanto isso, os minutos de utilização de voz por usuário (MOU, na sigla em inglês) devem subir até 200 daqui a dois anos, comparados com 129 minutos no ano passado.

O anúncio do plano de investimentos acontece no dia em que a controladora da TIM, a Telecom Italia divulgou seus resultados anuais, com lucro de 12,25 bilhões de euros em 2011 .

"Esperamos que investidores dêem boas vindas ao novo plano industrial", disse em relatório o analista Diego Aragão, da corretora Flow. "Reiteramos nossa visão de que a companhia deve continuar a entregar sólidas taxas de crescimento."   Continuação...