Próxima de prejuízo recorde, Panasonic escolhe novo presidente

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012 08:50 BRT
 

Por Tim Kelly

TÓQUIO, 28 Fev (Reuters) - O conglomerado japonês Panasonic nomeou Kazuhiro Tsuga, chefe da deficitária unidade de TVs, como novo presidente da empresa, que se aproxima de um prejuízo anual recorde.

Tsuga, de 55 anos e que está na companhia há mais de 30 anos, substituirá Fumio Ohtsubo, que passará a ser presidente do conselho -ainda em uma posição de influência e um cargo que ex-presidentes geralmente assumem no Japão.

Fundada há um século, a Panasonic alertou que terá prejuízo de 780 bilhões de ienes (9,7 bilhões de dólares) no ano fiscal até março, ao passo que contabiliza o custo de reestruturação de seus negócios, particularmente de TVs. Haverá também uma baixa contábil de 250 bilhões de ienes por conta da aquisição da rival Sanyo Electric.

Ohtsubo, de 66 anos, chegou ao topo da companhia há seis anos, mas tem visto as ações da Panasonic apresentarem forte desvalorização.

A reordenação do comando da Panasonic segue uma medida semelhante adotada pela rival Sony, que também prevê fortes perdas. No caso da Sony, o chefe do segmento de produtos ao consumidor Kazuo Hirai assumirá o lugar de Howard Stringer em 1o de abril como novo presidente-executivo.

Juntas, Sony, Panasonic e Sharp esperam ter prejuízo de 17 bilhões de dólares este ano apenas, ressaltando o estado frágil da indústria japonesa de eletrônicos por conta da concorrência com rivais estrangeiros -principalmente a Samsung Electronics-, fraca demanda e iene valorizado.

Tsuga disse que buscará levar o negócio de TV de volta a resultados positivos no prazo de um a dois anos, acrescentando que priorizará rentabilidade, e não participação de mercado.

"Não vou perseguir volume, e vou priorizar lucros. Considerarei maneiras de trazer o negócio de TVs de volta ao normal dentro de um a dois anos", afirmou Tsuga em coletiva de imprensa em Osaka, no Japão.

(Reportagem de Mayumi Negishi e Chris Gallagher)