PayPal vai atuar em pagamentos eletrônicos na Índia e China

sexta-feira, 16 de março de 2012 10:49 BRT
 

HONG KONG (Reuters) - O PayPal, subsidiária do eBay, está expandindo sua presença nos serviços de pagamentos eletrônicos na Ásia, com planos de atuar na China e Índia, os dois maiores mercados de consumo na região, disse um executivo da companhia na sexta-feira.

O sistema de pagamentos eletrônicos nacionais do PayPal já está disponível na Ásia em países como Japão e Austrália, onde os mercados de comércio eletrônico são mais maduros e os consumidores estão mais acostumados a pagar online com cartões de crédito, disseram executivos.

"Hoje, o PayPal é usado principalmente para pagamentos internacionais em dinheiro, em ambos os países", disse Rupert Keely, vice-presidente sênior do PayPal para a região Ásia-Pacífico, em entrevista à Reuters, falando sobre a China e a Índia. "O plano é tentar ingressar nos dois mercados para pagamentos internos", acrescentou.

Keeley disse que o PayPal havia solicitado licença ao banco central chinês, e que havia planos para fazer o mesmo na Índia, posteriormente.

"Na Índia, queremos estabelecer um escritório para entrar no mercado de pagamentos internos a partir do ano que vem", afirmou.

Na China, o mercado de pagamentos online é liderado pela Alipay, do Alibaba Group, e pela Tenpay, da Tencent Holdings, enquanto na Índia os participantes mais ativos incluem a CCAvenue e a DirectPay.

Os setores de comércio eletrônico da China e Índia estão crescendo, já que o rápido crescimento econômico de ambos os países alimenta o consumo interno.

Na China, o comércio eletrônico deve ultrapassar os 750 bilhões de iuanes (118 bilhões de dólares) este ano, e o mercado do país deve se tornar o maior do mundo no comércio eletrônico em 2015, de acordo com as estatísticas mais recentes.

Na Índia, o mercado de comércio eletrônico deve crescer em 47 por cento este ano, para mais de 460 bilhões de rúpias (9,2 bilhões de dólares), este ano, de acordo com a organização setorial Internet and Mobile Association of India.   Continuação...