Receita da Adobe desacelera antes de lançamentos, ações caem

segunda-feira, 19 de março de 2012 19:08 BRT
 

BOSTON, 19 Mar (Reuters) - A Adobe, desenvolvedora dos softwares Photoshop e Acrobat, disse que o crescimento de sua receita desacelerou enquanto as vendas de seu amplamente utilizado pacote de programas Creative Suite caíram, ficando aquém de suas previsões, antes de antecipados lançamentos de produtos neste trimestre.

A receita da empresa aumentou 1,7 por cento para 1,045 bilhão de dólares no primeiro trimestre fiscal, que terminou em 2 de março, pouco abaixo da previsão média de 1,054 bilhão de dólares de analistas pesquisados pelo serviço de informações financeiras Thomson Reuters I/B/E/S.

As vendas na unidade de mídias digitais, que desenvolve a amplamente utilizada Creative Suite, caíram 4 por cento ante o ano anterior, para 730 milhões de dólares. A Creative Suite inclui os populares softwares de design Photoshop, Illustrator, InDesign, Flash e Dreamweaver.

O vice-presidente financeiro da Adobe, Mark Garrett, disse numa teleconferência que a receita advinda da Creative Suite ficou aquém das expectativas da empresa, porque clientes estão aguardando para comprar duas novas versões que devem ser introduzidas no final deste trimestre: a Creative Suite 6 e uma versão baseada na Web que deve ser vendida por meio de assinaturas.

Analistas estão cada vez mais preocupados com a possibilidade de que o serviço de assinaturas baseado na Web, conhecido como Creative Cloud, prejudicará o crescimento da Adobe a curto-prazo.

As vendas da Adobe costumam disparar após a introdução de uma nova versão da Creative Suite, mas analistas disseram que o crescimento de receita pode ser menor do que no passado porque clientes que decidirem usar o novo serviço não comprarão o produto no momento do lançamento. Ao invés disso, eles realizarão acordos de assinaturas para alugar o software, realizando pagamentos iniciais muito menores. Eles terão acesso a características extras, como armazenamento de documentos nos centros de dados da Adobe e atualizações frequentes.

A ação da Adobe fechou a 34,51 dólares na Nasdaq e caiu 4,8 por cento, para 32,84 dólares em negociações depois do fechamento do pregão.

(Por Jim Finkle)