Resultados surpreendentes da Oracle são alívio para investidores

quarta-feira, 21 de março de 2012 16:10 BRT
 

21 Mar (Reuters) - Os analistas elevaram os preços-alvo para as ações da Oracle, depois que a terceira maior produtora mundial de software superou as estimativas de Wall Street com alta nas vendas de software e disse que suas operações de hardware poderiam começar a dar lucro em 2013.

"Depois do decepcionante trimestre anterior, esses resultados devem dar alívio aos investidores, já que o tópico dos últimos 90 dias era se o trimestre de novembro indicava o começo de um mau período ou representava apenas um tropeço temporário", afirmou a corretora FBR Capital Markets em nota a clientes.

A Oracle estimou que as vendas de software novo neste trimestre podem variar de queda de dois por cento a crescimento de até oito por cento, o que se traduziria em faturamento de entre US$ 3,6 bilhões e US$ 4 bilhões.

Os investidores dedicam atenção especial às vendas de software novo porque elas geram contratos de manutenção de longo prazo e margens elevadas, e são importante indicador quanto aos futuros lucros da Oracle.

"A Oracle, racionalmente, adotou uma postura conservadora, para não furar suas projeções de novo", escreveu Richard Davis, analista da Canaccord Genuity em nota na qual elevava o preço alvo das ações da Oracle de 28 para 30 dólares.

Na terça-feira, a companhia também previu que a receita de hardware, um ponto fraco persistente em suas operações, deveria ficar em entre 870 milhões e 980 milhões de dólares.

Alguns analistas antecipavam que o hardware gerasse faturamento superior a um bilhão de dólares, já que a empresa está se esforçando para melhorar o desempenho da problemática divisão que adquiriu ao tomar o controle da Sun Microsystems, em 2010.

"O segmento de hardware pode continuar deficitário e afetar os resultados do primeiro semestre de 2013; por isso acreditamos que se o hardware apresentar crescimento no ano de 2013, isso será importante", afirmou o JP Morgan em nota a clientes.

(Reportagem de Sruthi Ramakrishnan e Supantha Mukherjee em Bangalore)