T-Mobile USA fecha call centers e reduz pessoal

quinta-feira, 22 de março de 2012 19:34 BRT
 

Por Sinead Carew

NOVA YORK, 22 Mar (Reuters) - A T-Mobile USA vai cortar 1.900 empregos, ou 5 por cento de sua força de trabalho, e vai fechar sete call centers, e a companhia afirmou que poderá cortar mais posições nos próximos meses.

A unidade da Deutsche Telekom está reduzindo custos para preservar caixa para investimentos em sua rede, como parte de uma restruturação maior que sucedeu à tentativa de proposta de compra recebida da AT&T, de 39 bilhões de dólares, em 2011, mas que fracassou por oposição regulatória.

Desde que a Deutsche Telekom se declarou pronta para sair do mercado norte-americano, a T-Mobile USA está procurando formas de tornar-se financeiramente independente de sua controladora.

A empresa também planeja reestruturar outras partes de seu negócio até o fim do segundo trimestre, mas se recusou a dar detalhes, dizendo que as mudanças não afetariam serviços representativos nos 17 call centers restantes, engenheiros técnicos ou empregados da linha de frente de suas lojas.

A companhia, que está gastando 4 bilhões de dólares para melhorar sua rede, não divulgou os impacto final de sua reestruturação.