BT fecha novo acordo sobre déficit de fundo de pensão

sexta-feira, 23 de março de 2012 19:50 BRT
 

Por Kate Holton

LONDRES, 23 Mar (Reuters) - A britânica BT chegou a um acordo para reduzir seu déficit de 4,1 bilhões de libras do fundo de aposentadoria de seus empregados mais rapidamente do que o previamente planejado, resolvendo uma preocupação de longa data de seus investidores e abrindo caminho para dividendos potencialmente mais altos.

As ações do antigo monopólio estatal de telecomunicações saltaram a sua máxima em quatro anos após a empresa ter dito nesta sexta-feira que havia alcançado um acordo com um representante da BT Pension Scheme para começar a reduzir o déficit imediatamente com um pagamento suplementar de 2 bilhões de libras (3,16 bilhões de dólares) até o final do mês.

O grupo, que anteriormente dependia de cortes de custos e melhora de eficiência para impulsionar a geração de dinheiro, disse que seria capaz, então, de fazer contribuições anuais menores, de 325 milhões de libras, pelos próximos nove anos, comparado a seu plano anterior de acabar com o déficit em 17 anos.

Analistas dizem que a nova estimativa de déficit para o plano -o maior plano de previdência privada do país- também era menor do que o esperado, num anúncio que foi recebido de braços abertos por investidores, sindicatos e agências de classificação de crédito.

"A empresa tem agora um balanço melhor para pagamentos de dividendos, crucialmente, também, para mais investimentos em negócios", disse o analista Robin Bienenstock, do Bernstein.

O BT, que tem sido prejudicado em anos recentes pelo déficit de aposentadoria e pelas restrições que impôs em seu dividendo, disse que uma nova valoração trianual no final de junho reduz o déficit para menos de metade dos 9 bilhões de libras quando o plano foi avaliado em 2008.