"Anonymous" anuncia planos de novos ataques a sites chineses

segunda-feira, 9 de abril de 2012 09:50 BRT
 

XANGAI (Reuters) - O grupo de hackers ativistas Anonymous planeja lançar novos ataques contra sites do governo chinês, em um esforço para revelar casos de corrupção e pressionar pelos direitos humanos, anunciou um integrante do grupo nesta segunda-feira.

O Anonymous, uma aliança com pouca coalizão que atacou sites financeiros e de governos de todo o mundo, na semana passada invadiu sites do governo chinês, vandalizando suas páginas iniciais, de acordo com a imprensa.

O grupo utilizou a conta "Anonymous China" do Twitter para divulgar esses ataques, publicando links que continham senhas e outras informações pessoais sobre os sites invadidos (twitter.com/#!/AnonymousChina).

"Primeiro, desejamos alertar ao governo chinês que não estamos com medo, e vamos mostrar a verdade e lutar pela Justiça", disse o hacker "f0ws3R", do Anonymous, à Reuters.

O hacker, que não quis fornecer quaisquer detalhes pessoais, foi contatado pela página do Anonymous China no Twitter. Ele afirmou que o grupo planejava novos ataques sérios contra sites chineses.

"Estamos planejando novos ataques, alguns de cada vez", disse ele, acrescentando que o plano era "derrubar o Grande Firewall da China".

A China bloqueia o acesso ao Twitter, Facebook, YouTube e muitos outros sites, alegando necessidade de manter a estabilidade social.

O hacker disse que o grupo Anonymous China consistia de 10 a 12 hackers, a maioria dos quais não vive na China, e que contava com "centenas" de tradutores para ajudá-lo em seus ataques aos sites chineses.

O hacker se recusou a oferecer outros detalhes quanto à próxima rodada de ataques, dizendo apenas que ela talvez atinja alvos maiores.   Continuação...