TSMC eleva investimentos e gastos com produção em 2012

segunda-feira, 9 de abril de 2012 11:59 BRT
 

TAIPEI/SEUL, 9 Abr (Reuters) - Fabricantes asiáticas de chips, da taiwanesa TSMC a pesos pesados sul-coreanos como Samsung Electronics e SK Hynix, planejam investimento recorde e grandes aquisições, na disputa por maior participação no crescente mercado móvel.

A Taiwan Semiconductor Manufacturing (TSMC), maior fabricante terceirizada de chips do mundo, anunciou na segunda-feira que irá elevar os investimentos em 2012, destinando mais de 350 bilhões de dólares taiwaneses (11,9 bilhões de dólares) a tecnologia avançada de produção em suas fábricas em Tainan, no sul do país, nos próximos anos.

O investimento surge no momento em que a Samsung, maior fabricante mundial de chips de memória, está invadindo o território da rival, com planos de expandir sua atuação a outros chips além dos de memória e à produção terceirizada, com plano de investimentos de 7 bilhões de dólares na China, seu maior investimento internacional.

A Samsung anunciou no final de janeiro que investiria 15 trilhões de wons (13,3 bilhões de dólares) em semicondutores este ano, e analistas estimam que o investimento em chips como os processadores para aplicativos móveis (AP), usados para acionar tablets e smartphones, supere pela primeira vez os gastos com chips de memória, o produto básico da companhia.

"A melhor coisa sobre os tablets é que propelem o mercado para ampla variedade de produtos semicondutores", disse Dale Ford, analista da IHS iSuppli.

O mercado mundial de celulares inteligentes deve crescer em cerca de 40 por cento este ano, enquanto o crescimento global do mercado de celulares deve ficar em apenas 7 por cento, de acordo com o grupo de pesquisa Gartner.

A Samsung já é a maior fabricante mundial de chips AP e vem sendo favorecida pela disparada nas vendas do iPhone e do iPad, da Apple, e da linha Galaxy de smartphones e tablets.

"As operações de AP da Samsung são especializadas e atendem apenas dois clientes -a própria empresa e a Apple. Mas ela quer no futuro se tornar grande fabricante terceirizada como a TSMC, produzindo mais chips genéricos projetados por empresas como Qualcomm, Texas Instruments e Nvidia", disse Greg Noh, analista da HMC Investment Securities.

(Por Argin Chang e Miyoung Kim)