Demissões na Sony atingem centro de pesquisa na Suécia

terça-feira, 10 de abril de 2012 14:06 BRT
 

ESTOCOLMO, 10 Abr (Reuters) - Empregados de um centro de pesquisas de telefone celular da Sony na Suécia souberam no fim de março que 6 por cento deles perderão o emprego, número em linha com as notícias sobre os cortes que a companhia japonesa pretende fazer em nível mundial.

"Soubemos no fim de março que cortariam 149 postos de trabalho e estamos negociando com a companhia sobre isso", disse a representante sindical Lene Eriksson. Um porta-voz da Sony Mobile confirmou as 149 demissões, mas não deu mais detalhes.

A Sony emprega cerca de 2,5 mil pessoas em Lund, no sul da Suécia, um dos centros de pesquisa mais importantes da companhia.

Nesta terça-feira, a fabricante dobrou para 6,4 bilhões de dólares a previsão de prejuízo para o ano fiscal que terminou em março.

Na segunda-feira, o jornal japonês Nikkei publicou que a fabricante estaria para cortar 10 mil postos de trabalho, ou 6 por cento do total.

(Por Simon Johnson e Olof Swahnberg)