Samsung deve tirar liderança da Nokia em celulares, diz pesquisa

quinta-feira, 12 de abril de 2012 11:29 BRT
 

Por Tarmo Virki

HELSINQUE, 12 Abr (Reuters) - A sul-coreana Samsung Electronics encerrou no primeiro trimestre os 14 anos de liderança da Nokia no mercado mundial de telefones celulares, vendendo mais do que a concorrente finlandesa pela primeia vez, de acordo com uma pesquisa da Reuters com analistas.

Os analistas, em média, acreditam que a Samsung tenha vendido 88 milhões de telefones celulares de janeiro a março, acima dos 83 milhões da Nokia.

A companhia finlandesa anunciou as vendas na quarta-feira, quando alertou sobre possíveis perdas em telefones nos dois primeiros trimestres. A Samsung deve liberar os números das vendas em 27 de abril.

A Nokia vem lutando contra a concorrência acirrada no mercado de smartphones há vários anos, mas a liderança da companhia nos modelos mais baratos a manteve como a maior fabricante de celulares do mundo em volume.

A queda da companhia europeia deu-se rapidamente nos últimos meses, tendo em vista que em janeiro os analistas ainda a viam bem à frente da Samsung.

"Depois de 14 anos como a maior fabricante de celulares do posto, perder a liderança será um duro golpe para a Nokia", disse o diretor de pesquisas da CCS Insight, Ben Wood, que acompanha a indústria desde a década de 1990.

"Por outro lado, a Samsung receberá isso com euforia, fazendo festa da sala da direção às linhas de montagem", acrescentou.

A Nokia se tornou líder em 1998, quando tomou o lugar da Motorola e Samsung mal tinha entrado no setor. A finlandesa controlou cerca de 40 por cento do mercado por anos, até a Apple lançar o iPhone em 2007 e dar início à febre dos smartphones.