Sony negocia parceria para produção de TVs OLED

quarta-feira, 18 de abril de 2012 11:05 BRT
 

Por Tim Kelly e Ayai Tomisawa

TÓQUIO, 18 Abr (Reuters) - A japonesa Sony está negociando com a taiwanesa AU Optronics a produção conjunta de televisores OLED para se posicionar no mercado pós-LCD, noticiou nesta quarta-feira o jornal japonês Yomiuri Shimbun.

A preocupação da Sony com a tecnologia que as concorrentes sul-coreanas Samsung Electronics e LG Electronics estão promovendo mostra mais claramente como será a concorrência na próxima geração de aparelhos de TV, que substituirá o LCD.

Sony e AU Optronics se recusaram a comentar a matéria.

Na semana passada, o novo presidente-executivo da Sony, Kazuo Hirai, mostrou-se aberto a cooperações em novas tecnologias de TV, ao esboçar a estratégia que a companhia deficitária usará para sair da crise.

Uma fonte do mercado tinha dito à Reuters no começo do mês que havia rumores de que a Sony estaria considerando uma parceria com a AU Optronics.

"Sabemos que a Sony terá que formar alguma espécie de aliança, porque seria difícil para ela conquistar sozinha mais mercado no segmento de TVs OLED. Não seria surpresa nenhuma se estiver considerando uma parceria (com a AU)", opinou Nobuo Kurahashi, analista da Mizuho Investors Securities.

"Para Taiwan e Japão, há um interesse em comum. Caso fiquem parados, sempre terão desvantagem em termos de fatia de mercado", acrescentou, apontando para a concorrência das companhias sul-coreanas.

Em janeiro, Samsung e LG apresentaram protótipos de televisores OLED de 55 polegadas na feira de eletrônica CES, em Las Vegas. As novas telas têm imagem mais definida.

A Sony, pioneira ao lançar o primeiro televisor OLED em 2007, suspendeu a produção das telas de 2 mil dólares para consumidores domésticos em 2010 devido à desaceleração mundial na demanda, preferindo se concentrar nos aparelhos 3D.

A empresa ainda fabrica telas OLED que chegam a custar 26 mil dólares, mas para grandes clientes corporativos.