Fabricante do BlackBerry contrata advogados para reestruturação

segunda-feira, 23 de abril de 2012 11:36 BRT
 

Por Nadia Damouni e Alastair Sharp

NOVA YORK/TORONTO (Reuters) - A Research in Motion, fabricante do BlackBerry, contratou o escritório de advocacia Milbank, Tweed, Hadley & McCloy para trabalhar em um plano de reestruturação que pode incluir venda de ativos, busca de joint-ventures ou licenciamento de patentes, de acordo com pessoas informadas sobre o assunto.

Como parte da revisão estratégica da situação da companhia, o conselho da RIM está discutindo maneiras de ampliar a receita propiciada pelo novo sistema operacional BlackBerry 10, e a possível abertura de sua rede fechada.

A RIM em dado momento estava calculando obter até 4 bilhões de dólares em receita de acordos com grandes operadoras de telecomunicações, de acordo com as fontes.

"Trata-se de uma estratégia muito madura, e a RIM já avançou muito em diversas dessas negociações com operadoras", acrescentou uma das fontes.

A reestruturação surge em meio aos esforços da empresa para combater a perda de compradores para o Apple iPhone e os celulares equipados com o sistema operacional Google Android.

A RIM registrou 125 milhões de dólares em prejuízo no trimestre mais recente, contabilizando perdas com estoques de BlackBerrys. Três meses antes, ela havia contabilizado perdas ainda maiores com o tablet PlayBook. As ações da RIM acumulam perda de 75 por cento nos 12 últimos meses, o que dá à companhia um valor de mercado de menos de 7 bilhões de dólares.

Representantes do escritório Milbank e da RIM se recusaram a comentar o assu8nto.

Diversos bancos de investimento procuraram a RIM nos últimos meses, oferecendo consultoria financeira. Mas a companhia por enquanto não deve contratar um banco, a menos que decida vender ativos de porte considerável ou receba oferta de compra vinda de um concorrente no setor, disseram as fontes.   Continuação...

 
Homem conserta telefone Blackberry para cliente em uma loja em Jacarta. A Research in Motion, fabricante do BlackBerry, contratou o escritório de advocacia Milbank, Tweed, Hadley & McCloy para trabalhar em um plano de reestruturação que pode incluir venda de ativos, busca de joint-ventures ou licenciamento de patentes. 17/04/2012  RIM/ASIA REUTERS/Supri