EBay reforça investimento na Índia, com ascensão de rivais

sexta-feira, 27 de abril de 2012 11:22 BRT
 

Por Nandita Bose

MUMBAI, 27 Abr (Reuters) - O eBay está acelerando seus investimentos na Índia, para conquistar maior participação em um mercado dominado por rivais locais como o Flipkart e evitar o avanço da grande rival Amazon.com.

A companhia de comércio eletrônico começou a explorar o mercado indiano sete anos atrás, mas manteve uma abordagem cautelosa, enquanto rivais locais conquistavam grandes avanços em um mercado pequeno mas crescente.

"A conversa sobre termos perdido o trem é um exagero", disse Muralikrishnan B, diretor do eBay na Índia, em entrevista à Reuters em Mumbai.

"A maioria dos novos modelos de negócios está esperando para implodir, e é só. Optamos por um caminho cauteloso, ao contrário de muitas empresas indianas que investem cegamente sem considerar o lucro ou a sustentabilidade", disse.

A companhia espera implementar seu serviço de pagamentos online PayPal na Índia em breve, o que pode ajudar a atrair mais consumidores online em um país no qual a maior parte das mercadorias do varejo são vendidas à vista e em dinheiro.

O eBay India, que começou a operar em 2005, realiza seis transações por minuto, de acordo com a Internet and Mobile Association of India. Em comparação, o Flipkart, que foi fundado em 2007 por dois ex-funcionários da Amazon, vende 20 itens por minuto.

Muralikrishnan, 36, foi contratado pelo eBay pouco depois que este iniciou suas operações na Índia, e não acredita que a companhia tenha sido prejudicada por sua demora em agir.

"Esperamos pelo momento certo porque não queríamos ser apanhados no congestionamento. Estávamos certos de que boa parte desse dinheiro desapareceria do mercado, e isso já começou a acontecer", disse.

O mercado de comércio eletrônico indiano, dominado por portais de viagens como o MakeMyTrip.com e o Yatra.com, tem visto muitas promoções da parte de empresas iniciantes que vendem toda sorte de produto, de eletrônicos a roupas, sapatos e perfumes.

Além do Flipkart, os rivais locais mais agressivos incluem a HomeShop18, OLX, Quickr e Snapdeal.