TIM busca avanço de serviços de dados móveis

sexta-feira, 27 de abril de 2012 20:03 BRT
 

Por Sérgio Spagnuolo

RIO DE JANEIRO, 27 Abr (Reuters) - A TIM quer acelerar a migração de telefonia fixa para móvel como forma de continuar seu forte crescimento em um cenário de forte competição e pressão de preços, buscando avançar ainda mais no segmento de dados.

A segunda maior operadora móvel do país participará, inclusive, do leilão da frequência 2,5 gigahertz destinada à Internet de quarta geração (4G) programado para junho, confirmou nesta sexta-feira o presidente da companhia, Luca Luciani.

Em um cenário de acirrada concorrência, a TIM prevê um ambiente de queda de preços no curto prazo na telefonia móvel, e avalia estar bem posicionada nesse cenário.

Mas a TIM considera que precisa "forçar ainda mais" a substituição de telefonia fixa pela móvel para continuar avançando fortemente, de acordo com o executivo.

"No mercado tradicional da voz, mais visível ainda na longa distância, a competição de preço cresceu... na comparação da oferta entre as maiores operadoras é visível que não podemos confiar mais em uma vantagem de preço", afirmou Luciani em teleconferência com analistas e jornalistas.

"Com isso só temos uma resposta: aquela de forçar ainda mais a substituição fixo-móvel, ou seja, gerar mais minutos de voz sainte que é nosso motor de crescimento, defender o preço em voz, e com isso transformar nosso perfil de receita, com mais dados", disse.

A companhia já vê também uma migração de uso fixo para móvel no segmento dados, e espera forte crescimento no curto prazo. "Em poucos meses, o volume de dados móveis vai ser o dobro que temos visto até hoje", disse Luciani.

A receita bruta de dados avançou 56,1 por cento nos três primeiros meses do ano sobre o mesmo intervalo de 2011, para 1 bilhão de reais, e alcançou 18 por cento da receita móvel total.   Continuação...