Processo da Oracle ao Google vai a júri

segunda-feira, 30 de abril de 2012 18:19 BRT
 

SAN FRANCISCO, 30 Abr (Reuters) - Jurados começaram a deliberar nesta segunda-feira se o Google violou os direitos autorais da Oracle sobre partes da linguagem de programação Java, uma etapa de um julgamento de altas apostas sobre tecnologias ligadas a smartphones, com mais de 1 bilhão de dólares em jogo.

A Oracle está processando o Google em tribunal federal, sob a acusação de que a plataforma para celulares Android, que pertence à ferramenta de busca, viola suas patentes e seus direitos autorais sobre o Java, e está buscando cerca de 1 bilhão de dólares em indenização.

Dois anos atrás, a Oracle pagou cerca de 7,4 bilhões de dólares para comprar a Sun Microsystems, adquirindo o Java, a linguagem de programação incluída na tecnologia Android utilizada em smartphones, no processo.

Em corte nesta segunda-feira, o advogado da Oracle Michael Jacobs disse que as partes do software Java que o Google copiou exigiram talento criativo demais em sua composição.

"É mais ou menos como compor uma sinfonia", disse Jacobs em suas considerações finais.

Mas o advogado do Google Robert Van Nest disse que o alto escalão da Sun havia apoiado o Android, e que a Oracle havia decidido contra a criação de um smartphone próprio.

"O processo só foi registrado após a empresa ser mal-sucedida nessa tentativa", disse Van Nest.

O júri deliberará a respeito da violação de direitos autorais antes de ouvir evidências sobre quebra de patentes. O Juiz Distrital William Alsup também precisa decidir a respeito de algumas questões relacionadas ao tema.

O julgamento, que começou mais cedo neste mês, deve durar oito semanas.

(Por Dan Levine)