Presidente da TIM pode deixar cargo devido a investigação--fonte

sexta-feira, 4 de maio de 2012 17:19 BRT
 

MILÃO, 4 Mai (Reuters) - O presidente da TIM Participações, Luca Luciani, está pronto para deixar o cargo, em um revés para a operadora após o executivo ser alvo de investigação de autoridades italianas envolvendo chips de telefonia móvel irregulares, disse uma fonte próxima ao assunto.

"O conselho da Telecom Italia se reuniu em 2 de maio para discutir a situação de Luciani à luz de seu envolvimento na investigação. Uma solução está sendo buscada. Provavelmente resultará na saída dele da empresa", afirmou a fonte à Reuters nesta sexta-feira.

Luciani tem contribuído para o forte desempenho da TIM, segunda maior companhia de telefonia móvel do Brasil em participação de mercado.

A Telecom Italia não comentou o assunto, enquanto a TIM, na véspera, não confirmou a saída de Luciani.

A investigação, que já dura cinco anos, analisa a ativação supostamente fraudulenta de cerca de 37 mil chips (SIM cards). Alguns destes chips foram ativados para usuários falecidos ou ficcionais, disseram investigadores à época.

(Por Danilo Masoni)