KPN diz que oferta de US$4,2bi da America Movil é baixa

terça-feira, 8 de maio de 2012 12:41 BRT
 

Por Gilbert Kreijger e Sara Webb

AMSTERDÃ, 8 Mai (Reuters) - O grupo holandês de telecomunicação KPN NV reagiu a uma surpreendente tentativa da mexicana America Movil para tomar seu controle, afirmando que a oferta de 3,2 bilhões de euros (4,2 bilhões de dólares) está substancialmente abaixo do seu valor.

A America Movil, controlada pelo magnata Carlos Slim, busca uma participação de 28 por cento na KPN e vê isso como um investimento de longo prazo que lhe daria presença na Europa em um momento no qual o grupo mexicano ficou sem opções para se expandir em casa.

Porém, a KPN disse que a oferta é baixa. "A opinião da KPN é de que os 8 euros por ação ordinária da empresa subvaloriza a KPN", afirmou em um comunicado nesta terça-feira. "A KPN irá buscar mais esclarecimentos sobre as intenções da America Movil... Enquanto isso, a empresa irá explorar todas as opções estratégicas."

Se bem-sucedida, a transação daria à America Movil um assento no conselho de administração da KPN e garantiria a sua presença na Alemanha, onde a companhia holandesa tem tentado sem sucesso uma fusão da unidade E-Plus com a empresa controlada pela Telefonica, a O2.

As ações da KPN chegaram a subir mais de 20 por cento, para o maior nível desde abril.