Facebook eleva IPO para levantar US$12,1 bilhões

terça-feira, 15 de maio de 2012 12:05 BRT
 

NOVA YORK/SÃO FRANCISCO, 15 Mai (Reuters) - A rede social Facebook aumentou a faixa de preço da maior oferta pública inicial de ações (IPO, em inglês) do Vale do Silício, para levantar mais de 12 bilhões de dólares, o que pode avaliar a empresa em mais de 100 bilhões de dólares.

A companhia fundada em um dormitório da universidade de Harvard por Mark Zuckerberg elevou a faixa de preço das ações para entre 34 e 38 dólares por papel em resposta à forte demanda. Anteriormente, a faixa ia de 28 a 35 dólares, segundo informações da companhia enviadas nesta terça-feira ao órgão regulador dos mercados norte-americanos (SEC).

O aumento da estimativa de preço pode avaliar o Facebook em entre 93 bilhões e 104 bilhões de dólares, rivalizando com potências da Internet como Amazon e superando o valor combinado de Hewlett-Packard e Dell.

No ponto médio da faixa, o Facebook pode levantar 12,1 bilhões de dólares, superando o IPO do Google em 2004.

Wall Street já esperava que a rede social aumentasse a faixa de preço diante do interesse dos investidores. O Facebook pretende encerrar o período de reserva de seu IPO no final desta terça-feira, dois dias antes do previsto, num sinal de que a operação atraiu forte demanda de investidores, segundo uma fonte informou à Reuters na segunda-feira.

A rede social deve divulgar o preço por ação na quinta-feira e os papéis devem começar a ser negociados na sexta-feira.

O QUE VEM EM SEGUIDA?

O Facebook planeja vender 337,4 milhões de ações, ou 12,3 por cento da companhia. A meta de aumento de capital supera de longe o IPO de outros grandes nomes da Internet. O Google levantou 2 bilhões de dólares em 2004, enquanto, no ano passado, o Groupon atraiu 700 milhões de dólares dos investidores, e a Zynga conseguiu 1 bilhão de dólares.

O IPO acontece em meio aos receios de alguns investidores de que o Facebook ainda não conseguiu uma maneira de fazer dinheiro em cima do número crescente de usuários que acessam a rede social por meio de smartphones e outros aparelhos móveis.

Executivos da companhia se reuniram com investidores em potencial em Chicago, na segunda-feira, e devem viajar a Kansas City e Denver antes de voltar à sede em Menlo Park, na Califórnia.

Uma série de bancos está subscrevendo a oferta, com Morgan Stanley, JPMorgan e Goldman Sachs atuando como líderes. O Facebook vai usar o símbolo FB na Nasdaq.