Ação do Facebook volta a cair com dúvidas sobre avaliação

terça-feira, 22 de maio de 2012 13:54 BRT
 

NOVA YORK, 22 Mai (Reuters) - A ações do Facebook caíam nesta terça-feira, à medida que investidores continuavam a questionar o valor dos papéis após a Reuters ter noticiado que bancos coordenadores cortaram suas previsões de receita para a companhia pouco antes da oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) da rede social.

As ações do Facebook atingiram a mínima de 30,98 dólares, queda de 8,9 por cento sobre o fechamento de segunda-feira, e uma perda de 18,5 por cento do preço de 38 dólares do IPO.

Às 12h09 (horário de Brasília), o papel caía 2,5 por cento, valendo pouco acima de 33 dólares.

O crescimento da receita do Facebook tem desacelerado nos trimestres recentes, elevando alertas entre aqueles que acreditam que a companhia deveria mostrar avanço consistente de faturamento nesta etapa de sua existência.

A empresa surpreendeu investidores ao revelar, dias antes do IPO, que sua receita pode ser prejudicada com mais usuários migrando para dispositivos móveis, onde anúncios publicitários enfrentam mais resistência.

Isso levou a equipe de análise do Morgan Stanley a cortar suas projeções de receita para o Facebook.

O preço atual das ações do Facebook implica em taxas de crescimento anuais bastante elevadas. Se na próxima década a receita da empresa crescer cerca de 10,8 por cento ao ano, o preço justo da ação do Facebook seria de 9,59 dólares, menos de um terço do valor atual, segundo a Thomson Reuters Starmine.

(Por Edward Krudy)

 
Manchete sobre as ações do Facebook é vista no Times Square Newsticker ao fundo do logo do Nasdaq em Nova York. As ações do Facebook caíam nesta terça-feira, à medida que investidores continuavam a questionar o valor dos papéis após a Reuters ter noticiado que bancos coordenadores cortaram suas previsões de receita para a companhia pouco antes da oferta pública inicial de ações da rede social. 22/04/2012 REUTERS/Brendan McDermid